CBH Manhuaçu elege seus membros que atuarão até 2021.

AddThis Social Bookmark Button

Mutum garantiu cinco cadeiras no Comitê que abrange 32 municípios.

Recomendado para você:

O Comitê da Bacia Hidrográfica das Águas do Rio Manhuaçu se reuniu nesta terça-feira (03) no município de São João do Manhuaçu para realizar sua 36ª reunião ordinária que tratou de relevantes temas como a implantação de programas de recuperação e preservação dos recursos hídricos, o Plano de Bacia, educação ambiental e eventos regionais. O evento ocorreu na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São João do Manhuaçu contando com a presença do prefeito Sérgio Lúcio Camilo e de outras autoridades.

Na ocasião, o CBH e o IGAM (Instituto Mineiro de Gestão das Águas) promoveram mais uma etapa do processo eleitoral do Comitê, escolhendo os membros da entidade que irão, atuar no período de 2018 a 2021, na promoção da gestão participativa das águas dos 32 municípios do território da bacia do Rio Manhuaçu. O Comitê é composto de conselheiros de quatro segmentos: Poder Público Estadual, Poder Público Municipal, Sociedade Civil e de Usuários.

O município de Mutum conseguiu ampliar a sua representatividade na entidade garantindo cinco cadeiras, sendo quatro titulares e uma suplente. Foram reeleitos o secretário municipal de meio ambiente Genilson Tadeu Silva (Poder Público Municipal – Semades) e o empresário Karone Marllus Rocha de Oliveira (Sociedade Civil – ASSEM). Passam a integrar o CBH a bióloga Izabel Gonçalves Monteiro (Sociedade Civil – CDL), o produtor rural Henrique Gonçalves Pires (Usuários – Sindicato dos Produtores Rurais de Mutum) e o produtor rural Vagner Márcio Silva (Usuários – Associação Proleite).

O secretário municipal de meio ambiente, Genilson Tadeu, que é o atual vice-presidente do CBH, falou do andamento do projeto de revitalização do Rio São Manoel e apresentou ao conselho o projeto de inclusão de catadores de recicláveis que está sendo desenvolvido em Mutum com o apoio do CBH e da FUNASA. “O projeto vem incrementar outros programas da Secretaria, especificamente na educação em saúde ambiental, favorecendo muito a organização dos catadores em cooperativas ou associações, bem como outras iniciativas quanto à destinação e tratamento de resíduos recicláveis.”, destacou Tadeu que frisou também o importante apoio do CBH nesta importante ação.

Para o empresário Karone Marllus, que é também integrante do Grupo Gênesis, o aumento do número de representantes de Mutum no Comitê traz boas expectativas. “Passamos de três para cinco membros no CBH e isso favorece tanto o atendimento das demandas hidroambientais mutuenses, bem como a colaboração dos diversos segmentos no debate e na aplicação de recursos e esforços para melhorar a quantidade e a qualidade da água em todos os municípios da nossa bacia.”, ressaltou.

A bióloga Izabel Gonçalves Monteiro, que é pós-graduanda em Gestão Municipal de Recursos Hídricos pelo Instituto Federal do Ceará-IFCE, considera muito importante a oportunidade de poder participar do comitê. “Pretendo ampliar meus conhecimentos e ajudar nas discussões e demais ações em busca de avanços na gestão dos recursos hídricos, algo cada vez mais complexo em nossa região.”, enfatizou a nova conselheira.

Segundo o Analista Ambiental do IGAM, Eduardo Araújo Rodrigues, em breve será feita a publicação oficial pelo Estado da lista de membros titulares e suplentes eleitos para que se proceda a posse e a eleição da diretoria executiva do CBH.

O CBH MANHUAÇU

O Comitê da Bacia Hidrográfica das Águas do Rio Manhuaçu, criado em 2005, é um órgão do Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos de caráter normativo, deliberativo e consultivo responsável pela gestão participativa dos recursos hídricos do Rio Manhuaçu e seus afluentes, abrangendo, total ou parcialmente, 32 municípios.

O Comitê é composto por 36 membros titulares e 36 suplentes, sendo: dezoito representantes do Poder Público, divididos de forma paritária entre o Estado e os Municípios da bacia; e dezoito representantes dos usuários e de entidades da sociedade civil ligadas aos recursos hídricos.

A Bacia Hidrográfica do Rio Manhuaçu, da qual Mutum faz parte, está totalmente inserida em Minas Gerais, nas regiões da Zona da Mata e Vale do Rio Doce, em uma área de 9.189 quilômetros quadrados, integrando a Macrobacia do Rio Doce.

A área da Bacia envolve os municípios de Aimorés, Alto Caparaó, Alto Jequitibá Alvarenga, Caratinga, Chalé, Conceição de Ipanema, Conselheiro Pena, Durandé, Ibatiba, Imbéde Minas, Inhapim, Ipanema, Itueta, Iúna, Lajinha, Luisburgo, Manhuaçu, Manhumirim, Martins Soares, Mutum, Piedade de Caratinga, Pocrane, Reduto, Resplendor, Santa Bárbara do Leste,Santa Rita do Itueto, Santana do Manhuaçu, São João do Manhuaçu, São José do Mantimento, Simonésia e Taparuba. A população total da bacia é de aproximadamente 350 mil pessoas.

Saiba mais sobre o CBH Manhuaçu em www.cbhmanhuacu.org.br

 

Adicionar comentário

Sua mensagem será excluída se houver: 1- Termos vulgares e palavrões; 2- Ofensas; 3- Dados de terceiros


Código de segurança
Atualizar

Notícias Relacionadas

Joomla templates by a4joomla
::: Léo Gomes :::